10 perguntas frequentes sobre o Circuito W

Está se preparando para um dos trekkings mais famosos do mundo? Tem muitas dúvidas? Então este post é para você: perguntas e respostas diretas sobre o famoso Circuito W no Parque Nacional Torres del Paine (TDP) atualizado em 2017. 


 

1) É preciso fazer reserva antecipada do acampamento e/ou refúgio?

Sim. As regras no TDP mudaram recentemente e agora a reserva online é obrigatória para todos os acampamentos/refúgios (tanto o gratuito quanto o pago). Planeje muito bem sua viagem para reservar as datas corretas.

DICA: faça as reservas com antecedência ou você corre o risco de ficar sem. Elas são liberadas no sistema com 180 dias de antecedência.

2) Como faço as reservas?

Isso depende de onde você irá pernoitar. Existem 2 tipos básicos de locais: aqueles administrados pelo CONAF (e gratuitos) e os administrados por empresas privadas (Vertice Patagonia e Fantastico Sur). Você fará a reserva no respectivo site: CONAFVertice Patagoniaou Fantastico Sur. O mapa abaixo mostra quem administra cada local no circuito.

 Fonte: CONAF

3) Há controle de reservas?

Sim. Os guardas-parques olham o comprovante enviado por e-mail que você pode apresentar pelo celular ou em papel impresso (DICA: leve impresso, vai que sua bateria acaba.)

3.1) Mas se vocês aconselham a fazer reservas, por que vocês não fizeram?

O circuito W foi a primeira parte do planejamento de nossa viagem à Patagônia. Infelizmente depois disso não voltamos a buscar informações pois tínhamos muita coisa para planejar (sim, erro nosso), afinal iríamos fazer uma viagem de bicicleta até o fim do mundo! Nesse meio tempo as regras mudaram e nós (oh coitados) ficamos sem saber das novidades!

4) Dá para fazer o circuito carregando pouco peso?

Dá sim! Se você não quiser levar barraca nem comida para todos os dias, você pode pernoitar nos refúgios ou alugar a barraca no próprio refúgio. Suas refeições também podem ser feitas nos refúgios. Mas prepare-se para gastar muito mais!

5) Não tenho equipamento, o que eu faço?

Alugue! Em Puerto Natales você pode alugar absolutamente tudo (e tudo mesmo, até garrafa d´água, eca!). De barraca ao kit de cozinha, não ter equipamento não é desculpa. Os preços podem variar muito.

6) Não tenho tempo/preparo físico para fazer a circuito, posso conhecer o parque?

Sim! O TDP é democrático e tem paisagens lindas para todos! Existem vários pontos do parque que você pode chegar de carro e apreciar as montanhas de longe, da estrada mesmo. Existe também a opção de fazer a trilha de 1 dia (day tour) para conhecer as Torres, por exemplo.

7) Não vou pernoitar no parque, preciso fazer reservas?

Não. As reservas são somente necessárias para aqueles que irão pernoitar no parque.

8) É preciso preparo físico para fazer o circuito?

Na minha opinião, sim! Claro que não precisa ser um atleta, mas uma pessoa sedentária terá muitas dificuldades. Você tem que pensar que são longas caminhadas, o terreno é irregular e sua mochila estará pesada. Mas acredito que qualquer pessoa pode conseguir com um pequeno planejamento (e um tanto de força de vontade). Coloco aqui o lindo exemplo de nosso amigo Beto. Sedentário e acima do peso, Beto amava mesmo é viajar de moto, até que seu amigo Daniel o convidou para fazer o Circuito W (a primeira trilha de sua vida! Esse sim começou com o pé direito). A família toda começou a treinar, fazendo caminhadas e trilhas  pela região onde moram. Beto perdeu peso, preparou seu corpo com carinho para este grande desafio e sabe o que aconteceu? Ele conseguiu! E sou testemunha! Beto, sou sua fã!

9) Preciso contratar um guia?

Precisa? Não. Seria legal? Sim.

Existem muitas empresas que oferecem este serviço e sim, pode ser muito interessante ter um guia para te auxiliar durante o percurso, contar as histórias do lugar e também para geração de renda local. Mas não é necessário. As trilhas são muito (muito mesmo) bem marcadas e não tem como se perder. É só ficar na trilha que você chegará no seu próximo destino – e não precisa nem de GPS nem de carta topográfica. Nós optamos por não contratar guia.

10) Quanto custa fazer o circuito W?

Isso pode variar muito (muito mesmo). Varia de acordo com o peso que você está disposto a carregar, sua demanda por conforto, sua disposição e não menos importante, do seu bolso (ou do quanto você queira economizar para gastar em doce de leite e alfajor). Este assunto é tão importante que dedicamos um post só para isso aqui no blog, detalhando TODOS os gastos fixos e variáveis em 2 categorias: trilheiro raiz e trilheiro Nutella creme de avelã.


Quer saber como foram os nossos 5 dias no Circuito W?

Confira o relato completo aqui!


Precisa reservar seu hotel ou hostel? Nós sugerimos a Booking.com!

Utilize ESTE LINK, você não paga nada a mais por isso (nem 1 centavo, prometo!) mas nós recebemos uma pequena  comissão, que ajuda a pagar as contas do blog e escrever mais posts incríveis como este! 

Olá, somos Antonio e Maiza!
Aqui nós compartilhamos as melhores
dicas e roteiros de viagem para que você possaviajar mais e melhor.
 Realize você também os seus sonhos!